Coisas que você deveria saber sobre o câncer de ovário

cancer-do-ovario

O câncer de ovário tem sido apelidado de ‘‘ o assassino silencioso” . Parecido com muitos outros tipos de câncer, não demonstra sintomas por um bom tempo. Quando demonstra, os sintomas não são específicos, podendo apontar para  diversas outras doenças,  tanto sérias como benignas. A triste realidade é que quando o câncer de ovário é finalmente diagnosticado, muitas vezes já se espalhou , o que torna as opções de tratamento limitadas.

Há alguns sinais precoces que você pode ficar alerta. Mas você precisa combinar suas observações com outros fatores para não tirar conclusões precipitadas.

Manter um equilíbrio saudável entre a negação e a hipocondria

Em primeiro lugar, não entre em pânico. Como mencionado antes, os seus sintomas podem significar muitas coisas diferentes. As chances de que você realmente tem câncer são muito pequenas. A Aliança Nacional de Câncer de Ovário aponta que para cada 100 mulheres cujos sintomas coincidem com os de câncer de ovário, só uma poderia realmente ter câncer de ovário em estágio inicial.

Dito isto, se você sentir que algo está estranho, você não deve simplesmente ignorar. As pessoas estão com medo de câncer e ainda o percebem como uma doença incurável, de modo que muitas vezes querem esconder o fato de que algo está errado com seus corpos. Mas isso, claro, só piora as coisas, porque você está perdendo um tempo precioso. MedicineNet afirma que apenas 20% das mulheres com câncer de ovário são diagnosticadas precocemente, quando a doença é mais curável. Então, se você sentir que certos sintomas persistem e são incomuns para você, vá e investigue. Melhor prevenir do que remediar.

O tipo mais comum de câncer de ovário inclui tumores epiteliais, os quais se formam na camada fina do tecido que cobre o lado de fora dos ovários. Esses tumores ocorrem em 90% dos casos. Os tipos mais raros são os tumores  de estroma, os quais se desenvolvem dentro do tecido de suporte dos ovários (estroma), e tumores de células germinativas, os quais começam nas células produtoras de óvulos.

OS OITO SINAIS MAIS IMPORTANTES DE CÂNCER DE OVÁRIO

Inchaço abdominal ou inchaço: o tamanho do seu abdômen aumenta, você se sente inchado e cheio de gás. Você pode notar que algumas roupas estão mais apertadas em torno de sua cintura e quadris.

Prisão de ventre e outras alterações nos seus movimentos intestinais

Dor pélvica: você sente desconforto ou dor na área pélvica, e as vezes também no abdômen. Se a sua dor persistir, você não deveria simplesmente ignorar ou mascarar com analgésicos. A dor geralmente quer entregar uma mensagem importante.

Dor na coluna lombar: especialmente se irradia pra área pélvica.

Urina frequente ou urgente:  você sente uma necessidade urgente de fazer xixi e você mal consegue chegar no banheiro a tempo, e/ou você precisa urinar em intervalos curtos. Muitas mulheres experienciam isso – que frequentemente por ser um sinal de fraqueza dos músculos da pelve (os quais podem ser fortalecidos por exercícios de Kegel), ou você pode ter uma infecção do trato urinário. Mas fique de olho nisso, pois pode ser também sinal de algo mais sério acontecendo.

Perda do apetite ou se sentir cheio rapidamente após comer: também observe qualquer inexplicável perda de peso. Mulheres ficam normalmente felizes quando perdem uns quilinhos. Mas nem sempre isso é um bom sinal.

Dor durante atividade sexual.

Fadiga: se sentir excessivamente cansado e com baixa energia pode sinalizar uma condição subjacente.

Não significa que você precisa ter todos os sintomas acima. Às vezes somente um pode ser o suficiente para sinalizar que há algo errado acontecendo. Se os sintomas persistirem por duas semanas ou mais, talvez seja a hora de visitar seu medico para fazer checar sua saúde.

FATORES DE RISCO

A exata causa do câncer de ovário não é conhecida, mas há alguns fatores de risco que podem aumentar suas chances, então você deve considerá-los.

Idade:  mulheres com mais de 50 anos tem maior risco de câncer de ovário. Cerca de 50% dos casos são diagnosticados em mulheres com mais de 60 anos. Isso com certeza não significa que a doença não ocorra em mulheres mais jovens também. Por exemplo, tumores de células germinativas são mais comuns em mulheres mais novas, mas são mais raros.

Histórico familiar: se você tem histórico familiar de câncer de ovário, mama ou cólon sua chance de ter câncer de ovário aumenta. De acordo com a Mayo Clinic, os gentes que aumentam o risco de câncer de ovário são chamados gene 1 de câncer de mama (BRCA1) e gene 2 de câncer de mama (BRCA2). Estes eram inicialmente conectados com o câncer de mama,  por isso o nome, mas foi descoberto que também são responsáveis pelo câncer de ovário (http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/ovarian-cancer/basics/risk-factors/con-20028096).

Idade fértil e menstruação: mulheres que nunca deram a luz tem risco maior de desenvolver câncer de ovário, e também mulheres que começaram a menstruar cedo (antes dos 12 anos), e/ou chegaram na menopausa tarde (depois dos 50 anos). O numero de menstruações que voce tem parece estar relacionada com as chances de câncer de ovário. Por exemplo, mulheres que tiveram mais filhos tem o risco menor de desenvolver a doença.

Algumas medicações: tomar terapia de hormônios depois da menopausa ou utilizar de tratamentos para fertilidade (por muito tempo e altas doses) pode aumentar suas chances. Por outro lado alguns estudos demonstram que contraceptivos orais (pílula) reduzem o risco**.

Outros fatores de risco: incluem fumar, obesidade, uso de dispositivo intrauterino***  e síndrome do ovário policístico.

O problema é que não existe um método confiável para o rastreio do câncer de ovário. É por isso que é tão importante que você não hesite em consultar o seu médico se você tem preocupações. E o médico não deve descartar as suas preocupações também. Exames pélvicos, ecografias e exames de sangue para marcadores relacionados ao câncer podem ser usados para detectar a doença.

Os cientistas continuam a trabalhar no desenvolvimento de um método de detecção melhor para o câncer de ovário em estágio inicial. Até lá, tire tempo para conhecer o seu corpo, cuidar dele, ouvi-lo e tentar sentir quando alguma coisa está errada. Isso provavelmente será uma das suas melhores habilidades no combate a qualquer doença em estágio inicial.

Traduzido de http://www.healthyandnaturalworld.com/early-warning-signs-of-ovarian-cancer/

** Sobre isso há controvérsias, já que é cientificamente constatado que pílulas anticoncepcionais aumentam muito o risco de câncer de mama, e levando por essa lógica, o mesmo se aplicaria ao câncer de ovário já que o gene responsável pelo câncer de mama também é responsável pelo de ovário.

*** Estudos mostram que o DIU de cobre previne câncer de colo de útero e não demonstram relação com o câncer de ovário. Leituras complementares: http://www.saudedireta.com.br/docsupload/1340374470Portuguese-Chapter9.pdf [Desfazendo o mito, pag 133] e http://hypescience.com/anticoncepcional-diu/ 

10344790_693100004062633_9104729460565143207_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s